segunda-feira, outubro 08, 2012

Mascote, o porta-voz da sua marca.


O objetivo do mascote é vincular sua imagem a uma marca ou produto, gerando empatia com o público alvo. Ele será o interlocutor entre consumidor e marca, transmitindo seus valores e princípios.
Alguns afirmam que a figura do mascote está ultrapassada, mas ainda é um recurso muito utilizado por empresas no Brasil e no mundo e funciona.

Os aspectos físicos e de sua personalidade podem variar de acordo com o segmento da empresa e o perfil do consumidor. O mascote deve conter as cores da empresa e até mesmo atributos relacionados ao produto ou serviço, podendo assumir várias formas (humana, animal, tecnológica).

Podemos citar vários cases de sucesso de marcas que adotaram os mascotes como seus porta-vozes. Quem não se lembra do mascote da Michelin, o Bib? A figura centenária inspirada em uma pilha de pneus até hoje representa a marca e já foi considerado como o melhor logotipo do mundo, ou o Tony, tigrão que estampa as caixas do Sucrilhos Kelloggs.
Empresas brasileiras como a Sadia com o Perú Lequetreque e as Casas Bahia e seu "cangaceirinho", também são bons exemplos da utilização de mascotes.


Personificar a marca em um simpático mascote é uma ótima estratégia para aproximar seu produto/empresa do consumidor e fisgá-lo pela emoção!

Abaixo, mascotes criados pela Pronúncia para a Junior Calçados e Recopy.



0 comentários: