segunda-feira, março 05, 2012

As mulheres e sua influência no consumo



Segundo os antropólogos, o gosto das mulheres de irem às compras vem do período paleolítico onde, aos homens, cabia a atividade da caça e as mulheres, além de criar a próle catavam frutos, raízes e outros alimentos.

As mulheres adoram ir às compras "catar" os bens necessários para sua sobrevivência.
Elas pesquisam, perguntam, experimentam, decidem por toda a família e podem passar horas nessa prazerosa atividade.
Diferente dos homens, objetivos, apressados e impulsivos, as mulheres são compradoras profissionais.

Apesar das mudanças do homem atual, dedicando mais tempo as atividades domésticas (o número de consumidores homens em supermercados cresceu 200% nos últimos 11 anos), existe um longo caminho para que eles se equipararem as mulheres.
Estas, vem conquistando um espaço importante e transformando os papéis de homens e mulheres na sociedade. São mais mulheres presidentes, soldados, policiais, universitárias, mais mulheres em cargos importantes nas empresas e instituições. É a forma feminina de agir e pensar tomando força em uma sociedade que aos poucos se rende aos seus encantos.
As mulheres são responsáveis pelo que consomem 2/3 da família brasileira. Elas decidem a compra de:
83% do vestuário feminino, produtos de beleza, serviços de educação e produtos para casa, incluindo alimentos;
67% de serviços relacionados à saúde e entretenimento, telefonia, internet, reformas da casa e eletrodomésticos;
53% de serviços bancários e aquisição de produtos eletrônicos;
36% de produtos de cuidado pessoal masculino, manutenção de aparelhos domésticos e automóveis.
As mulheres também contribuem com números expressivos no comércio eletrônico com 50% e nas redes sociais são 57% só no Facebook.
Definitivamente, as mulheres são grandes influenciadoras do consumo brasileiro e podemos nos preparar para um mundo mais feminino em um futuro próximo.

Ivan da Luz - Diretor de Criação/Planejamento Agência Pronúncia

0 comentários: