segunda-feira, fevereiro 27, 2012

Curadoria de Conteúdo - Como gerar conteúdo para sua empresa nas redes sociais?


O Brasil tem aproximadamente 46,7 milhões de usuários ativos de internet, cerca de 25% da população brasileira. Destes, 87% estão presentes em alguma rede social. Se aplicarmos este percentual à região do Alto Vale do Itajaí, seriam mais de 60 mil usuários nas redes, 13 mil só em Rio do Sul.
Considerando, ainda, que a internet tem o ROI (retorno sobre o investimento) superior a qualquer outro veículo de comunicação, fica evidente que estar presente nas redes sociais é um bom negócio para sua empresa.
Mas como se comunicar de forma apropriada com este público?

73,6% das empresas consideram desafiador criar conteúdo original, enquanto 43% afirmam ter dificuldade para achar tais conteúdos.

O primeiro passo é entender que as redes sociais estão para relacionamentos e conversas, mas falar o tempo todo de si mesma, não trará benefícios à sua empresa. É necessário gerar conteúdo relevante que desperte o interesse do internauta e para isso é preciso avaliar algumas questões:

- Observar o público alvo e identificar seu perfil
- Definir o tipo de conteúdo
- Criar/produzir o conteúdo
- Divulgar e Monitorar o conteúdo

Criar conteúdo de linguagem coerente com o seu público alvo e ao mesmo tempo ser original, não é uma tarefa fácil, é preciso entender o comportamento do público e o que as redes representam para ele. Este conteúdo pode ser institucional ou temático, envolvendo desde promoções, enquetes, fotos, vídeos, até histórias e curiosidades.

Estimular a participação do internauta, também é uma oportunidade para conseguir uma boa exposição da marca. Faça perguntas, peça opinião, gere interação de forma que percebam um interesse real da empresa em sua participação.

A forma como você divulga um conteúdo também influencia na percepção do público. Postagens com imagens tendem a ter 54% a mais de engajamento que postagens somente com textos, mas a escolha da imagem dever ser cuidadosa e pertinente ao assunto.
Vídeos também contam, mesmo tendo um engajamento menor que postagens com imagens.

Fale de seu produto, claro, mas não apele, sua empresa está nas redes para informar e não para vender.

O design também é importante, ter uma página ou perfil em uma rede social com visual atraente (quando possível) é conveniente, principalmente se o seu concorrente gostar do "feijão com arroz".

Por fim, monitorar e avaliar os resultados que suas ações estão causando, além de identificar os evangelizadores da sua marca é o ponto chave para alinhar as ações e evitar que a sua empresa fique falando sozinha nas redes sociais.

Ivan da Luz - Diretor de Criação/Planejamento Agência Pronúncia


Assuntos relacionados: As empresas e as mídias sociais

0 comentários: