segunda-feira, fevereiro 06, 2012

Agência Pronúncia - As cores no Marketing



As cores podem provocar reações baseadas tanto no comportamento aprendido quanto em fatores psicológicos. Em suma, reagimos às cores por fatores culturais, sociais, psicológicos e vários outros.
Um bom exemplo de fatores culturais no significado das cores é o de um vestido de noiva que, na China, é predominantemente vermelho, cor da boa sorte. Lá, o branco significa morte, luto, ante ao "nosso" branco, que significa pureza, inocência.
As cores podem ter significados tanto positivos quanto negativos, apesar de, na maioria das cores, as positivas prevalecerem.
No ocidente,  o preto é a que possui maior associação negativa, principalmente pela percepção da noite como escura, perigosa. No entanto, o contexto influencia diretamente no significado de uma cor, do modo que o preto pode passar de vilão para sofisticado e luxuoso se aplicado a um contexto coerente como o de um celular, um sapato, ou até mesmo de um carro.


Numa pesquisa realizada sobre a influência das cores na percepção de propriedade de produtos, um mesmo café foi servido em canecas de cores distintas. Numa caneca amarela o café foi percebido como fraco, numa caneca azul como suave, numa vermelha como rico em sabor e em uma caneca marrom como muito forte.
O vermelho, o laranja e o amarelo - muito utilizados em carros esportivos, por exemplo, significam velocidade e em restaurantes fast food estimulam a fome e induzem os clientes a comerem rápido e irem embora.

A criação de marcas e peças publicitárias leva em consideração não apenas o significado primário das cores, mas o contexto, a harmonia nas combinações e o fator diferenciação, mas isso é tema para um próximo post.

Confira nesta tabela o significado de algumas cores.

Texto adaptado de "O significado da Marca" de Mark Batey.

0 comentários: